28.05.2012 - UNESCO Office in Brasilia

Artigo da diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, no jornal O Globo

Jornal O Globo, 26 de maio de 2012

Solidariedade, o lema para o mundo da Rio+20

Solidariedade é um valor fundamental do desenvolvimento sustentável. É a base para um futuro melhor.

Deve também ser o nosso lema, enquanto nos preparamos para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável no Rio de Janeiro, a Rio+20. Quando fazemos o balanço de nossa interdependência - com a natureza, com o nosso ambiente e com os outros - devemos questionar nossos hábitos, nosso paradigma de desenvolvimento e mudar o nosso modo de agir, todos juntos.

Esse é o propósito da educação para o desenvolvimento sustentável – fornecer a todos os conhecimentos, as habilidades e os valores necessários à formação de um futuro baseado no respeito e na dignidade para todos no planeta. A Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável foi lançada na Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, a Cúpula da Terra, em Joanesburgo, em 2002. A Década surgiu em 2005, com a UNESCO como agência líder das Nações Unidas.

Acredito que a educação para o desenvolvimento sustentável cresceu com o tempo. O slogan para a Rio+20 é "Construir o Futuro que Nós Queremos". Nós podemos tornar isso uma realidade, construindo com a educação - educação que sensibiliza jovens gerações e seus professores para a responsabilidade de trabalhar juntos na construção de sociedades mais justas, sustentáveis e verdes.

As conversas que tive, por meio de vídeo, em janeiro passado, com alunos do Centro Cultural Bagunçaço, em Salvador, confirmaram a minha convicção de que a próxima geração tem a vontade e o senso de solidariedade para a construção dessas sociedades. Esses jovens estavam envolvidos no lançamento do projeto Ensinando Respeito Para Todos, conduzido conjuntamente pela UNESCO, o Brasil e os Estados Unidos, e enraizado em nossa convicção de que a luta contra o racismo e a intolerância é parte fundamental da educação para o desenvolvimento sustentável.

O papel da UNESCO é o de acompanhar esse movimento, servir como catalisadora da mudança, compartilhando boas práticas, aconselhando os líderes políticos sobre como integrar novas ideias em planos de educação e currículos, apoiando os professores e desenvolvendo materiais. A educação pode ser uma força para mudanças positivas. Existem muitas e interessantes iniciativas de base sobre educação para o desenvolvimento sustentável em andamento em todo o mundo. Os jovens e os professores, inspirados pelo espírito de solidariedade, estão envolvidos em todo esse trabalho. A educação é um pilar do futuro que nós queremos construir. A Rio+20 deve reconhecer o poder de mudar vidas e, ao fazê-lo, mudar o mundo.

Irina Bokova




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página