31.10.2019 - UNESCO Office in Brasilia

Belo Horizonte (MG) e Fortaleza (CE) entram na lista da Rede de Cidades Criativas da UNESCO

Elas se juntam à Paraty (RJ), Salvador (BA), Brasília (DF), Belém (PA), Curitiba (PR), Santos (SP), João Pessoa (PB) e Florianópolis (SC). Ao todo, 246 cidades fazem parte da Rede

A UNESCO designou (30) 66 municípios em diferentes continentes para integrar a Rede Global de Cidades Criativas. Belo Horizonte (MG), na categoria gastronomia, e Fortaleza (CE), na categoria design, estão entre as escolhidas. As outras cidades brasileiras que já faziam parte da lista são Paraty (RJ), Salvador (BA), Brasília (DF), Belém (PA), Curitiba (PR), Santos (SP), João Pessoa (PB) e Florianópolis (SC). Confira aqui a lista divulgada ontem pela UNESCO.

Criada em 2004, a Rede promove a cooperação internacional dentro e entre municípios de zonas urbanas que investem na cultura e na criatividade como aceleradoras do desenvolvimento sustentável, a fim de transformar as cidades em locais mais inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

“Parabenizamos Belo Horizonte e Fortaleza por terem sido designadas. Essa escolha reforça a importância do Brasil dentro da Rede de Cidades Criativas e o papel central da cultura e da criatividade na formulação de políticas públicas. O país já tem dez cidades na lista e estaremos em evidência no ano que vem, quando Santos (SP) receberá o encontro anual das cidades que integram a lista”, afirma a Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto. Em julho de 2020, a cidade do litoral paulista sediará o evento, cujo tema será a demonstração do poder da criatividade e da cultura como fatores de desenvolvimento social, urbano e econômico sustentável para redução das desigualdades no mundo.

Com seu comprometimento, as cidades e o projeto da UNESCO funcionam como um laboratório de ideias e de práticas inovadoras, trazendo contribuições concretas para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas. As cidades integrantes promovem a criação de políticas públicas e de projetos de base, com a participação de todos os cidadãos, incluindo mulheres, jovens e grupos vulneráveis.

“Em todo o mundo, essas cidades, cada uma a seu modo, fazem da cultura o seu pilar, e não um acessório de sua estratégia”, afirma a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay. "Isso favorece a inovação política e social e é particularmente importante para as gerações jovens".

Dia Mundial das Cidades

A divulgação faz parte da comemoração do Dia Mundial das Cidades, celebrado pela UNESCO hoje, 31 de outubro. O tema deste ano, Changing the World: Innovations and Better Life for Future Generations, será o assunto de uma conferência promovida em Paris, França, pela Organização.

Os principais objetivos do Dia Mundial das Cidadades 2019 são: aumentar a conscientização sobre como as inovações digitais podem ser usadas para a prestação de serviços urbanos, a fim de melhorar a qualidade de vida e melhorar o ambiente urbano; mostrar novas tecnologias inovadoras que podem criar cidades mais inclusivas; apresentar oportunidades para geração de energia renovável nas cidades; e explorar como as tecnologias inovadoras podem promover a inclusão social nas cidades.




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página