28.06.2018 - UNESCO Office in Brasilia

Diretora-Geral pede por inquérito sobre a morte do jornalista Jairo Sousa, no Brasil

A Diretora-Geral da UNESCO, Audrey Azoulay, condenou o assassinato do jornalista de rádio Jairo Sousa no estado do Pará, no Norte do Brasil, em 21/06/2018.

“Eu condeno o assassinato de Jairo Sousa”, disse a Diretora-Geral. “Confio que as autoridades investigarão este crime contra um homem e sua profissão, da qual a sociedade depende para estimular o debate público, um componente essencial da democracia e do Estado de Direito”. 

Jairo Sousa foi baleado quando estava chegando à Rádio Pérola FM, onde ele apresentava um talk show matutino, o Show da Pérola. Sousa denunciava frequentemente nos seus programas de rádio o crime organizado e a corrupção. 

A UNESCO promove a segurança de jornalistas por meio da conscientização global, capacitação e diversas ações, especialmente, o Plano de Ação da ONU sobre a Segurança de Jornalistas e a Questão da Impunidade.

Veja também: UNESCO condena o assassinato de jornalistas (link em inglês).

 

****

Contato para a imprensa: 

 

Sylvie Coudray, s.coudray(at)unesco.org, +33 (0)1 45 68 08 91




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página