07.03.2013 - UNESCO Office in Brasilia

Diretora-geral condena assassinato do radialista brasileiro Mafaldo Bezerra Goes

07.03.2013 - UNESCOPRESS

A diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, denunciou hoje o assassinato do radialista brasileiro Mafaldo Bezerra Goes na cidade de Jaguaribe (CE) e pediu uma investigação sobre o caso.

"Condeno o assassinato de Mafaldo Bezerra Goes," disse a diretora-geral. "É importante que este caso seja investigado a fundo e os culpados sejam levados à justiça. A impunidade não pode ser  tolerada, uma vez que ela reforça a vulnerabilidade dos trabalhadores da mídia e compromete seriamente a liberdade de imprensa. "

Bezerra Goes, 61 anos, foi morto a tiros no dia 22 de fevereiro, quando caminhava para o trabalho na rádio FM Rio Jaguaribe. Ele comandava um programa no qual denunciou traficantes de drogas e grupos criminosos.  Conforme relatos, Bezerra Góes  tinha recebido  ameaças de morte.

 

 







<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página