04.06.2019 - UNESCO Office in Brasilia

Diretora-geral condena a morte do jornalista online, Robson Giorno, no Brasil

A diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, denunciou o assassinato do jornalista e político local, Robson Giorno, ocorrido em Maricá, Estado do Rio de Janeiro, em 25 de maio.

“Eu condeno o assassinato de Robson Giorno”, afirmou a diretora-geral. “Eu confio que a investigação em andamento levará ao julgamento dos autores deste crime. Isso é importante, pois o jornalismo local traz uma contribuição inestimável para a democracia nacional e para a compreensão das questões locais pela mídia nacional”.

Robson Giorno foi fundador e principal repórter do jornal online, O Maricá, que enfatiza as notícias e políticas locais. O jornalista recebeu uma chamada não identificada, que o atraiu para fora de sua casa, onde foi morto por assaltantes não identificados que imediatamente fugiram do local.

A UNESCO promove a segurança de jornalistas por meio da conscientização mundial, da capacitação e de uma gama de ações, sobretudo o Plano de ação das Nações Unidas sobre a segurança dos jornalistas e a questão da impunidade
 
Veja também: UNESCO condemns killing of journalists
 
****
 
Contato para a imprensa:

  • UNESCO Sede:
    Sylvie Coudray, s.coudray@unesco.org, +33 (0)1 45 68 08 91
  • UNESCO no Brasil:
    Ana Lucia Guimarães, a.guimaraes(at)unesco.org, (61)2106-3536 ou (61)99966-3287
    Fabiana Pullen, f.sousa(at)unesco.org, (61)2106-3536 ou (61)99848-8971



<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página