25.10.2013 - UNESCOPRESS

Diretora-geral condena o assassinato do radialista brasileiro Cláudio Moleiro de Souza

Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO, hoje denunciou a morte do gestor de rádio Cláudio Moleiro de Souza, em Jaru, no norte do Brasil, em 12 de outubro, e solicitou a investigação do crime.

“Eu condeno o assassinato de Cláudio Moleiro de Souza”, disse a diretora-geral. “Eu confio nas autoridades que não pouparão esforços para investigar este caso, que é essencial para a preservação da liberdade de imprensa e para a proteção do direito dos jornalistas de exercerem suas funções profissionais”.

Cláudio Moleiro de Souza, gestor da Rádio Meridional foi morto por um homem armado que entrou na estação de rádio e que também atirou em um dos colegas de Souza, o apresentador Alberto Duran Duran, cuja vida não está em perigo.

Cláudio Moleiro de Souza é o sexto profissional de mídia brasileiro assassinado este ano. As mortes de jornalistas estão registradas na página da UNESCO dedicada ao monitoramento de crimes contra jornalistas (em inglês):  UNESCO Condemns the Killing of Journalists.

No Brasil, a ONU monitora os crimes contra jornalistas por meio do site: http://segurancadejornalistas.org/

                                               ****

Contato para a imprensa: Sylvie Coudray, s.coudray(at)unesco.org,  +33 (0)1 45 68 42 12

A UNESCO é a agência das Nações Unidas com o mandato de defender a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa. O Artigo 1 de sua Constituição afirma que o propósito da Organização a é “fortalecer o respeito universal pela justiça, pelo estado de direito, e pelos direitos humanos e liberdades fundamentais, que são afirmados para os povos do mundo pela Carta das Nações Unidas, sem distinção de raça, sexo, idioma ou religião”. Para realizar este propósito, a Organização deverá “colaborar no trabalho de fazer avançar o conhecimento e o entendimento mútuos entre os povos, através de todos os meios de comunicação de massa, e com esse objetivo recomendar aqueles acordos internacionais que possam ser necessários para promover o livre fluxo de idéias, através da palavra e da imagem […]”.

 




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página