22.02.2013 - UNESCO Office in Brasilia

Presidente da França François Hollande receberá o Prêmio pela Paz Félix Houphouët-Boigny

21.02.2013 - UNESCOPRESS

Presidido por Joaquim Chissano, ex-presidente de Moçambique, o júri do Prêmio pela Paz Félix Houphouët-Boigny decidiu na quinta-feira (21/02) conceder o prêmio ao presidente da França François Hollande por sua valiosa contribuição para a paz e a estabilidade na África.

Ao final do encontro, o president Chissano declarou:
“Ao analisar a situação global, foi a África que chamou a atenção do júri com os vários flagelos que afetam o continente”.

“Depois de avaliar os perigos e as repercussões da situação na África, particularmente em Mali, assim como no resto do mundo, o júri apreciou a solidariedade demonstrada pela França aos povos da África”.

“O júri condena a violação da integridade territorial de Mali, a violação dos direitos humanos, a tomada de reféns e a destruição do patrimônio cultural da humanidade em Timbuktu”.

“O júri, portanto, decidiu laurear o Presidente da República da França François Hollande com o Prêmio pela Paz Félix Houphouët-Boigny por sua grande contribuição para a paz e a estabilidade na África.”

O Prêmio pela Paz Felix-Houphouët-Boigny  — criado em 1989 — tem o objetivo de homenagear indivíduos e órgãos ou instituições públicos ou privados que contribuíram significativamente com a promoção, busca, salvaguarda e manutenção da paz, em conformidade com a Carta das Nações Unidas e com a Constituição da UNESCO.

Ex-laureados do prêmio incluem Nelson Mandela e Frederik W. De Klerk; Yitzhak Rabin, Shimon Pérès e Yasser Arafat; Rei Juan Carlos da Espanha; e o ex-presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva.

A data da cerimônia de entrega do prêmio – que consiste em US$150.000, um diploma de paz e uma medalha de ouro – será determinada em breve com o laureado.




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página