23.12.2010 - UNESCO Office in Brasilia

Iniciativas de promoção da igualdade racial em sala de aula são premiadas em SP

No dia 14 de dezembro, foram reconhecidas 16 experiências inovadoras de promoção da igualdade racial no espaço escolar, na cerimônia de entrega da 5ª edição do Prêmio Educar para a Igualdade Racial, promovido pelo CEERT – Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades.

Um total de 785 trabalhos das cinco regiões do Brasil foram inscritos, o que representa um aumento de quase 100% em relação à ultima edição nacional, realizada em 2006. A UNESCO no Brasil participou da comissão julgadora que avaliou e selecionou primeiramente as experiências finalistas.

“Além do aumento expressivo do número de inscrições, outros fatores mostram que a discussão sobre a educação das relações étnico-raciais vem ganhando força, como a maior participação da região nordeste e a inclusão de uma categoria que contempla iniciativas de gestão escolar para a promoção da igualdade”, afirma Cristina Trinidad, do setor de Educação das Relações Étnico-Raciais da UNESCO-Brasil.

Merece destaque ainda o fato de que, diferentemente das edições anteriores, foram contempladas inciativas postas em prática não somente por mulheres ou professores negros, como tradicionalmente pode ser observado nas ações que lidam com essa questão. De acordo com o CEERT, a lei 10.639/2003, que estabelece o ensino das relações étnico-raciais e da história e cultura da África e dos afro-brasileiros nas salas de aula, vem provocando o crescimento da consciência social sobre o racismo em todo o país, embora ainda não tenha sido suficientemente implementada.

Os professores que desenvolveram as experiências premiadas serão acompanhados  pelo CEERT por um ano, e suas iniciativas serão sistematizadas em publicações. Entre as experiências, encontram-se, por exemplo, ações que aliam teatro, cinema, MPB, história e até matemática para educar para a igualdade.

Conheça as experiências finalistas e vencedoras

Saiba mais sobre o prêmio

Conheça o programa Brasil-África: Histórias Cruzadas da UNESCO no Brasil

Acesse a Coleção História Geral da África em Português

 

 




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página