26.03.2014 - UNESCO Office in Brasilia

L'Oréal-UNESCO-ABC For Women in Science abre inscrições para premiar cientistas brasileiras

A L'Oréal promove, em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências, premiação para incentivar e promover a pesquisa de jovens brasileiras na Ciência. Estudo encomendado pela Fundação L'Oréal revela que, no mundo, menos de um pesquisador em três é mulher.

Estão abertas as inscrições para a 9ª edição brasileira do programa L'Oréal-UNESCO-ABC For Women in Science (Para Mulheres na Ciência), uma parceria da L'Oréal, UNESCO e, no Brasil, a Academia Brasileira de Ciências (ABC). A premiação visa reconhecer e promover as brasileiras na ciência e garantir visibilidade ao trabalho das pesquisadoras, além de oferecer condições favoráveis para a continuidade dos seus projetos por meio de um auxílio financeiro. Ao todo, sete pesquisas serão premiadas com bolsa-auxílio no valor equivalente em reais a US$ 20 mil cada. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de maio pelo site da ABC: http://loreal.abc.org.br/.

O programa For Women in Science contempla estudos de diversas linhas de pesquisa, segundo as categorias de Ciências Biomédicas, Biológicas e da Saúde; Ciências Físicas; Ciências Matemáticas; e Ciências Químicas. No ano passado, mais de 350 projetos foram inscritos. Um deles foi da dra. Raquel Giulian, pesquisadora de Ciências Físicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que foi uma das vencedoras da edição 2013. 

“O incentivo que a L'Oréal me deu está sendo de grande valia para minha carreira científica. Muito além do auxílio financeiro,  o apoio moral e a valorização das mulheres como cientistas, profissionais dedicadas e integrantes de uma sociedade, esse foi o maior prêmio que eu já recebi. O reconhecimento de um trabalho feito com esforço e dificuldade fez com que minhas energias se renovassem. Agradeço à L'Oréal pela experiência inesquecível, e acima de tudo pelo reconhecimento que o prêmio está me proporcionando.”, afirma a pesquisadora gaúcha.

O Mundo Precisa da Ciência, A Ciência Precisa das Mulheres - menos de um pesquisador em três é mulher

Grandes passos foram dados nas últimas décadas, mas ainda hoje há bem menos mulheres que homens com doutorado em ciências ou ocupando cargos de liderança em laboratórios, universidades e instituições de pesquisa. É o que confirma pesquisa internacional encomendada pela Fundação L'Oréal para a Boston Consulting Group. O relatório final mostra que, desde o final dos anos 90, a porcentagem de mulheres na pesquisa científica aumentou apenas 12%. O estudo concluiu também que menos que de um pesquisador em três é mulher. A conclusão é que a equivalência entre homens pesquisadores e mulheres pesquisadoras pouco melhorou.

Ao longo da carreira científica, podemos observar que apenas 32% das bachareladas em Ciências são mulheres. Essa proporção cai para 30% em mestrados e 25% para doutorados. 
 
FWIS já beneficiou mais de 50 cientistas brasileiras

Anualmente, desde 2006, cientistas são escolhidas pela qualidade e pelo potencial de suas pesquisas desenvolvidas em instituições brasileiras. São projetos que ajudam a mudar o mundo, colocam as mulheres na linha de frente do conhecimento e fomentam sua participação no tão concorrido cenário científico. O programa já beneficiou 54 jovens cientistas no país, distribuindo mais de US$ 1 milhão em bolsas-auxílio.
 
O júri do Programa L'Oréal For Women in Science, responsável por escolher as sete cientistas premiadas, é presidido pelo prof. Jacob Palis Jr., presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e composto por membros da ABC, UNESCO no Brasil e L'Oréal Brasil. O anúncio dos projetos selecionados será feito em agosto e a cerimônia de premiação, em outubro.
 
Sobre o For Women in Science

Lançado em 1998, o For Women in Science, fruto de uma parceria entre a Fundação L'Oréal e a UNESCO, foi o primeiro prêmio dedicado às cientistas mulheres em todo o mundo. A cada ano, cinco notáveis pesquisadoras, uma por continente, são laureadas no programa. Em 16 anos, 82 cientistas de diferentes continentes, incluindo duas que foram depois vencedoras do Prêmio Nobel, foram premiadas em cerimônias que acontecem anualmente, na França.

Cinco brasileiras foram premiadas na edição Internacional: Mayana Zatz, geneticista da USP; Belita Koiller, física da UFRJ; Lucia Previato, biomédica da UFRJ, a astrofísica Beatriz Barbuy, da USP, e a física Marcia Barbosa, da UFGRS, vencedora do prêmio internacional de 2013.

Além do reconhecimento às grandes cientistas mundiais, o programa, em seus desdobramentos internacional e regionais, já incentivou mais de 2.000 mulheres de 115 diferentes países a darem continuidade às suas carreiras e seus importantes projetos de pesquisa.
 
Contatos para imprensa:

L'Oréal Brasil - www.imprensaloreal.com.br
Camila Lopes / cslopes(at)br.loreal.com – (21) 2131-6236
Danielle Nunes / dnunes2(at)br.loreal.com – (21) 2131-6262
 
CDN Comunicação Corporativa
Maria Fernanda Mansur / mariafernanda.mansur(at)cdn.com.br – (21) 3626-3725
Caroline Bellei / carolina.bellei(at)cdn.com.br – (21) 3626-3773
Debora Lafosse / debora.lafosse(at)cdn.com.br – (21) 3626-37633




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página