15.09.2017 - UNESCO Office in Brasilia

Mensagem da UNESCO para o Dia International da Democracia

Mensagem de Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO, por ocasião do Dia Internacional da Democracia, 15 de setembro de 2017

A UNESCO foi criada em 1945 com uma ideia clara. 

Nas palavras da nossa Constituição:

“Que a grande e terrível guerra que acaba de chegar ao fim foi uma guerra tornada possível pela negação dos princípios democráticos da dignidade, da igualdade e do respeito mútuo dos homens, e através da propagação, em seu lugar, por meio da ignorância e do preconceito, da doutrina da desigualdade entre homens e raças.”

Em novos tempos, em outro século, essa ideia ainda é verdadeira. 

Mudanças estão ocorrendo ao redor do mundo, transformando sociedades em todos os lugares. Isso abre novas e amplas oportunidades para que mulheres e homens realizem seus direitos humanos, para se tornar cidadãos empoderados e cumprir suas aspirações para trabalhos decentes, participar plenamente na sociedade, avançar o diálogo e reforçar as fundações para a paz. 

Com isso, também surgem novos e sérios desafios. Os desafios da perpetuação da pobreza e do aprofundamento das desigualdades. Os desafios dos conflitos e da violência, incluindo o terrorismo e a violência extremista. Os desafios dos direitos negados e das vozes silenciadas por meio de instituições fracas, o crescimento do populismo e de leis excludentes. 

Nesse contexto, a democracia é tanto um mapa quanto uma bússola. É o caminho e a direção se para seguir adiante. 

Essa mensagem se encontra no coração da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 16 chama todos os estados a “promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis”.

O desenvolvimento não será sustentável se não for inclusivo. A paz não será duradora se não for justa. É por isso que a Agenda 2030 promete não deixar ninguém para trás. 

A democracia diz respeito a instituições eficazes e responsáveis, ao Estado de direito e à boa governança – é também uma cultura, um modo de pensar, de ser e atuar, com outras pessoas, em sociedade. Isso deve ser ensinado e compartilhado, exteriorizado e expressado através de todas as fronteiras, dentro e entre todas sociedades, começando individualmente com mulheres e homens – em especial aqueles em situação de maior risco, incluindo refugiados e migrantes. 

Todos devem ser representados, especialmente os mais marginalizados.

Todas as vozes devem ser ouvidas, especialmente as mais silenciadas. 

Todas as ações devem ser responsabilizadas para o benefício de todos, no espírito do diálogo e do respeito. 

A construção de um futuro melhor deve começar com a defesa dos direitos e a dignidade de todos, hoje. Essa é a mensagem da UNESCO neste Dia Internacional da Democracia.




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página