18.11.2013 - UNESCO Office in Brasilia

Novos documentos da América Latina e do Caribe são certificados pelo Programa Memória do Mundo da UNESCO

Acervos históricos e bibliográficos de sete países da América Latina e do Caribe foram incorporados ao Registro Memória do Mundo da UNESCO, entre um total de 17 inscrições avaliadas durante a décima quarta reunião do Comitê Regional para América Latina e Caribe, celebrada em Lima, Peru.

A Bolívia incorporou ao Programa o documento “Legado Cinematográfico Latino-Americano de Jorge Ruiz” (Legado cinematográfico latinoamericano de Jorge Ruiz), apresentado pela Fundação Cinemateca Boliviana. O Brasil inscreveu, por meio do Museu Imperial (IBRAM-Minc), o documento “A Guerra da tríplice Aliança: representações iconográficas e cartográficas”. A Colômbia apresentou a Coleção Documental de Rádio Sutatenza y Acción Cultural Popular (ACPO, sigla em espanhol) da Biblioteca Luis Ángel del Banco de la Republica.

Soma-se a esses documentos a Declaração da Suprema Corte de Justiça da Nação (Declaración de la Suprema Corte de Justicia de la Nación,) do México, sobre a participação do Poder Judicial da Federação no cumprimento da sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos, em decorrência do caso Roseando Radilla Pacheco contra o país. O documento foi inscrito pela Suprema Corte de Justiça da Nação.

Com relação ao Chile, a nova contribuição ao Programa é o Documentário da Comissão Radicadora da Lei Indígena de 4 de dezembro de 1866 (Fondo Documental Comisión Radicadora de Indígenas Ley 4 de diciembre de 1866), proposto pelo Arquivo Geral de Assuntos Indígenas da Corporação Nacional de Desenvolvimento Indígena (CONADI, sigla em espanhol) do país. Como destaca, em entrevista, Patricia Huenuqueo, chefe do Escritório do Sistema Nacional de Arquivos do Governo do Chile e presidente do Comitê Nacional do Programa Memória do Mundo (MOW), trata-se de “uma oportunidade de reconhecimento e valorização dos nossos antepassados, (...) entendemos que sua inscrição no registro regional é uma oportunidade para reler a história que conhecemos e renovar nossa compreensão do tempo presente”.

O Uruguai incluirá o Fundo da Empresa Teatro Solís 1840-1937. Marcelo Sienra, responsável pelo Centro de Pesquisa, Documentação e Difusão das Artes Cênicas (CIDDAE, sigla em espanhol), disse que o teatro reforça o papel fundamental da conservação e do acesso aos acervos para a memória das nações.

Por fim, o Peru, além de receber, durante o encontro, os certificados por outras três inscrições feitas anteriormente, incluiu na lista do Programa o documento Originales del Concilio Limense de Sº Toribio Mogrovejo su arzobispo, que estava sob a responsabilidade dos eclesiásticos da Catedral de Lima.

O programa

O Programa Memória do Mundo foi criado pela UNESCO em 1992 e constitui uma lista de acervos arquivísticos e bibliográficos de significância mundial visando proteger e promover o patrimônio documental de valor universal.

Entre os objetivos do programa estão: facilitar a preservação do patrimônio documental mundial mediante as técnicas mais adequadas, facilitar o acesso universal ao patrimônio documental e criar uma maior consciência da existência e da importância do patrimônio documental em todo o mundo. Para tanto, iniciou-se uma série de projetos-pilotos que usam da tecnologia moderna para reproduzir o material original em novos suportes.




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página