06.12.2013 - UNESCO Office in Brasilia

Estão abertas as inscrições para o Concurso Educação Livre

Envie vídeos ensinando conhecimentos básicos de Língua Portuguesa e/ou de Matemática para quem não sabe.

O projeto Educação Livre promove um concurso cultural para estimular a “aprendizagem pela autoria” entre jovens com mais de 18 anos com foco em conhecimentos básicos de Língua Portuguesa e/ou de Matemática exigidos no mercado de trabalho. Serão apresentados quatro desafios aos inscritos para a produção de vídeos de, no máximo, cinco minutos de duração. Os vídeos serão divulgados no site do concurso e os quatro mais curtidos em cada desafio terão os integrantes de suas equipes premiados com tablets.

O objetivo de cada vídeo é promover a aprendizagem dos conhecimentos em Língua Portuguesa e em Matemática de quem ainda não pode aprender.  Trata-se de uma experiência piloto para produzir conteúdo e gerar aprendizado no âmbito do projeto, cuja premissa é a produção de conteúdo pelos jovens.

O período de inscrição e envio do vídeo vai até dia 9 de dezembro de 2013 às 24h00 horas. O período de votação dos vídeos vai de 10 a 16 de dezembro de 2013 às 24h00 horas. A divulgação das equipes vencedoras será feita no dia 17 de dezembro ao dia 19 de dezembro, no hotsite do concurso http://www.educacaolivre.org.br, permanecendo posteriormente veiculada neste endereço por tempo indeterminado.

O Projeto Educação Livre

O projeto Aprendizagem Digital para Inclusão no Mundo do Trabalho – Educação Livre é uma iniciativa do Sistema Indústria em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e conta com a cooperação da UNESCO no Brasil, Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura.

O projeto tem como principal objetivo a inserção de jovens de 16 a 29 anos no mercado de trabalho, por meio do desenvolvimento de competências básicas em língua portuguesa e matemática e de habilidades importantes para o trabalho. Atrair as pessoas que o sistema escolar não conseguiu reter é o maior desafio da iniciativa.

A ideia é desenvolver um processo educativo não formal que integre diferentes tecnologias educacionais, por meio das atividades previstas no projeto. Espera-se assim, oferecer oportunidades para o desenvolvimento das competências necessárias à inserção dos jovens no mercado de trabalho.




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página