25.04.2019 - UNESCO Office in Brasilia

Palavra Aberta e UNESCO no Brasil anunciam parceria para Educação Midiática

Iniciativa visa a formação de professores nos cursos de Pedagogia e Letras

O Instituto Palavra Aberta e a UNESCO no Brasil uniram-se em uma parceria sobre Educação Midiática, com foco na formação de professores. Para as instituições, há uma excelente oportunidade para se trabalhar o tema nas escolas, uma vez que ele está contemplado em diversas áreas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) -- seja nas competências gerais ou em habilidades específicas.

A parceria será lançada hoje (25/04/2019), às 9h30, no B Hotel, em Brasília, pela Presidente-Executiva do Palavra Aberta, Patrícia Blanco, e pela Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto. O evento conta com palestras sobre o tema proferidas pela Deputada Federal Dorinha Seabra, Presidente da Frente Parlamentar Mista de Educação, e pelo Gerente Geral do Canal Futura, João Alegria.

A primeira ação conjunta da parceria será a construção de um currículo para formação de professores a partir de diretrizes já publicadas pela UNESCO e o trabalho por sua implementação em cursos de Pedagogia (Licenciatura) e Letras.

“Consideramos essencial a promoção da educação midiática e informacional diante da desinformação que vemos no ambiente da web. A informação real e de qualidade é um direito dos cidadãos e um pressuposto para uma sociedade democrática”, diz a Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, Marlova Noleto.

A Presidente-Executiva do Palavra Aberta, Patricia Blanco, destaca que a parceria com a UNESCO para disseminar a Educação Midiática “é fundamental para o momento que vivemos no Brasil”. 

“Nosso contexto tem exigido frequentemente a reafirmação da liberdade de expressão como um pilar da democracia. Nesse sentido, por meio dos professores, estaremos formando uma geração de cidadãos com habilidade de acessar, analisar, criar e participar do mundo da informação digital, sempre com olhar analítico e crítico”, afirma Patricia.

A UNESCO ressalta em sua proposta de matriz curricular que a Educação Midiática “aprimora a capacidade das pessoas usufruírem de seus direitos humanos fundamentais”, tendo como principais benefícios:

 

  • Capacitar os professores com conhecimentos que contribuam para a sua formação em educação midiática e informacional;
  • Transmitir conhecimentos cruciais sobre as funções das mídias e dos canais de informação nas sociedades democráticas.

A Educação Midiática presente na BNCC visa a entender como utilizar e criar informação de forma crítica e responsável. Entre as dez competências gerais presentes no documento, a que diz respeito à cultura digital prevê que o aluno seja capaz de “compreender, utilizar e criar tecnologias de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais”.

Além disso, temas como a análise e produção de notícias, as reflexões sobre o papel da publicidade e o entendimento sobre o ambiente da desinformação são habilidades contempladas no Campo Jornalístico-Midiático da BNCC para o Ensino Fundamental 2.

Para o Palavra Aberta, a Educação Midiática é um tema amplo e multidisciplinar, entendida como o conjunto de habilidades para acessar, analisar, criar e participar de maneira crítica do ambiente informacional e midiático em todos os seus formatos -- dos impressos aos digitais --, como requisito fundamental para a formação do cidadão e para o fortalecimento da democracia.

Sobre o Instituto Palavra Aberta

O Instituto Palavra Aberta é uma entidade sem fins lucrativos que advoga a causa da plena liberdade de ideias, de pensamentos e de opiniões. A partir de pesquisas, estudos, seminários e campanhas, busca promover a liberdade de expressão, de imprensa e de informação como pilares fundamentais para o desenvolvimento de uma sociedade forte e democrática.

Sobre a UNESCO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura é uma agência da ONU criada para trabalhar por uma cultura de paz entre os povos, por meio de ações em educação, ciências, cultura e comunicação. A Organização tem convicção de que suas áreas de mandato têm o poder de promover um mundo mais justo, inclusivo, humano e sustentável para todos. No Brasil, a UNESCO atua por meio de projetos de cooperação para melhorar a qualidade da educação, erradicar a pobreza, promover o respeito aos direitos humanos, dar acesso à cultura, promover a liberdade de expressão e garantir direitos fundamentais.

 
 

Informações para a imprensa:

  • UNESCO no Brasil:

Ana Lúcia Guimarães, a.guimaraes(at)unesco.org, (61)2106-3536 ou (61)99966-3287
Fabiana Pullen, f.sousa(at)unesco.org, (61)2106-3596 ou (61)99848-8971

  • Palavra Aberta:

Saula Ramos, saula(at)palavraaberta.org.br, (11)3034-5295 ou (11)99471-5150
Daniela Machado, danielamachado(at)palavraaberta.org.br, (11)3034-5293 ou (11)99610-0952







<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página