10.04.2014 - UNESCO Office in Brasilia

Encenação da Paixão de Cristo dá vida à obra de Aleijadinho em Congonhas (MG)

Com figurino inspirado nas esculturas do grande mestre do Barroco brasileiro, cerca de 300 pessoas se reúnem no Santuário de Bom Jesus de Matosinhos para reviver a Via Crucis.

Uma das principais datas do Cristianismo, a Sexta-Feira da Semana Santa, este ano em Congonhas (MG) será diferente. Pela primeira vez na história haverá um diálogo estético e artístico durante a encenação da Paixão de Cristo, com a obra do mestre Antônio Francisco Lisboa: o Aleijadinho. A inspiração é mais que oportuna porque a cidade celebra este ano o Bicentenário da morte de Aleijadinho. Toda a apresentação acontecerá no Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, sítio inscrito na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO em 1985.

O espetáculo será realizado no dia 18 de abril, às 19h, em frente à Basílica de Bom Jesus de Matosinhos, diante dos 12 profetas criados pelo escultor. No local, 80 atores e 220 figurantes – todos voluntários residentes na cidade – reviverão não apenas os “Sete Passos da Via Crucis” como também o milagre da Ressurreição.

Para potencializar o diálogo com a obra de Aleijadinho, os figurinos usados na encenação serão réplicas dos trajes originais das esculturas que integram as capelas dos Passos da Paixão de Cristo. O coordenador da encenação, José Felix Junqueira, explica que “as cores e modelos são os mesmos das imagens das capelas; a intenção é criar uma conexão entre o patrimônio da humanidade e as passagens bíblicas representadas.” Também está sendo feito um grande esforço para qualificação técnica e artística do evento. Foram contratados profissionais com reconhecida experiência como o teatrólogo Kalluh Araújo, que cuidará da iluminação cênica e capacitação de atores; e Murilo Correa, responsável pela sonorização.

Bastidores

A preparação do espetáculo começa sempre cedo em Congonhas. Já em janeiro, voluntários de toda a cidade reúnem-se para dar início aos ensaios. Além disso, os figurinos são renovados no ateliê criado especialmente para a ocasião com mão de obra local. A movimentação toma conta dos artistas e da comunidade. “Congonhas é uma cidade de alma religiosa. Tal religiosidade está em seu cerne, em sua arquitetura, em sua história. Unidos ao legado de Aleijadinho, estes elementos atraem milhares de turistas anualmente, e fazem da data um momento inesquecível, seja para quem encena, seja para quem assiste. É nosso papel perpetuar essa tradição”, completa José Félix Junqueira.

As celebrações da Semana Santa de Congonhas se completam com outras atividades, como o Concerto do Coral Cidade dos Profetas (dia 12/04) e as encenações do Domingo de Ramos (dia 13/04); Quinta-Feira Santa (dia 17/04) e Domingo de Páscoa (dia 20/04). Além disso, as igrejas evangélicas também têm um momento especial de celebração com a realização do Sermão da Montanha (dia 19/04). Os eventos são realizados pelas Igrejas Católica, Evangélica e Prefeitura de Congonhas; por meio da Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo (Fumcult) e da Secretaria de Cultura. A Gerdau é a patrocinadora exclusiva da Semana Santa.

Geração em geração

A encenação da Via Crucis é realizada há cerca de 50 anos em Congonhas. Gerações mantém viva a tradição reconhecidamente uma das mais belas manifestações culturais e religiosas do País. Há vários anos, a atriz e cantora Carmem Célia Gomes interpreta Maria, mãe de Cristo. Este ano, fará diferente: é a primeira vez que viverá Verônica, personagem já interpretada por muitas mulheres de sua família. “Minha mãe, além de duas tias, de uma tia-avó e de uma prima já a interpretaram. Agora sou eu a assumir tal responsabilidade, mantendo viva uma vocação familiar.” Ela enfatiza que, no espetáculo, sua personagem realiza um canto de devoção. Em resposta a este que é um dos momentos mais solenes da encenação, haverá a participação do Coral Cidade dos Profetas.

Para o também ator José Wilson Vasconcelos é muita responsabilidade assumir papéis de pessoas que mudaram o mundo e deram novos rumos à religiosidade. “Assisto e participo da encenação desde criança. Está no meu sangue. Toda a minha família participa e, a cada ano, a emoção é maior”, diz. Seu filho dá continuidade à tradição: “Ao longo de toda minha vida, assisti a meu pai nos ensaios e nas apresentações. Resolvi também fazer parte. É muito lindo e todo mundo participa”, declara Gustavo Vasconcelos, hoje com 15 anos.

Serviço:
Encenação Paixão de Cristo
Congonhas
18 de abril, às 19h
Santuário de Bom Jesus de Matosinhos
Apresentação gratuita

Informações para imprensa:

Personal Press
Polliane Eliziário – polliane.eliziario(at)personalpress.jor.br – (31) 9788-3029
Anne Morais – anne.morais(at)personalpress.jor.br – (31) 9223-6076


Semana Santa em Congonhas
Destaques da Programação:

Sábado: 12/04

Abertura da Semana Santa de Congonhas
11h – Concerto com o Coral Cidade dos Profetas
Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

Domingo de Ramos: 13/04

7h – Bênção dos ramos na Praça da Basílica. Em seguida, procissão para a Matriz de Nossa Senhora da Conceição e Missa.
19h – Missa na Matriz de Nossa Senhora da Conceição e Encenação Bíblica.

Segunda – Feira Santa: 14/04

19h – Missa na Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Em seguida, procissão com a imagem do Cristo Flagelado até a Praça da Basílica do Senhor Bom Jesus, com o Sermão do Pretório.

Terça – Feira Santa: 15/04

18h30 – Missa na Basílica do Senhor Bom Jesus. Em seguida, procissão com a imagem do Senhor dos Passos até a Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Apresentação das figuras bíblicas e o Sermão do Encontro.

Quarta – Feira Santa: 16/04

19h – Missa na Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Em seguida, procissão com a imagem de Nossa senhora das Dores e Sermão das Sete Dores de Maria.

Quinta – Feira Santa: 17/04

20h – Missa do Lava-pés, Instituição da Eucaristia e Encenação Bíblica na escadaria da Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Sexta – Feira: 18/04

7h – Caminhada da Via Sacra saindo da Matriz de São José em direção à Matriz Nossa Senhora da Conceição.
19h – Na Basílica do Senhor Bom Jesus, encenação da Paixão e Morte de Cristo. Em seguida: Sermão do Descendimento da Cruz e procissão do enterro até a Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Sábado Santo: 19/04

19h – Sermão da Montanha, na Romaria.
20h – Vigília Pascal: na Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Domingo da Ressurreição: 20/04

5h30 – Missa da Ressurreição na Praça da Matriz Nossa da Conceição. Em seguida, encenação bíblica e procissão para a Basílica do Senhor Bom Jesus com a bênção do Santíssimo Sacramento.
10h – Missa na Basílica do Senhor Bom Jesus. Em seguida, encenação bíblica da Ressurreição de Cristo.
18h – Procissão do Triunfo de Nossa Senhora, saindo da Basílica do Senhor Bom Jesus rumo à Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Seguida por missa e encenação da Ressurreição de Cristo.




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página