16.08.2018 - UNESCO Office in Brasilia

Terrorismo e a mídia: um manual para jornalistas

Em todo o mundo, vemos diversos atores cometendo atos de violência contra civis para fomentar o medo e a desconfiança de outros. Vemos populações em muitos países convencidas de que o terrorismo representa a ameaça mais significativa à sua vida cotidiana. Vemos movimentos políticos que se aproveitam da tragédia e jogam cidadãos uns contra os outros para obter mais apoio. É fundamental refletir sobre como a mídia pode estar inadvertidamente contribuindo para esse clima tenso, e quais medidas devem ser tomadas para lidar com esse problema.

Espera-se que este manual, desenvolvido com a contribuição de jornalistas, editores e produtores de mídia, funcione como um recurso valioso para aqueles que cobrem atos terroristas. Nem toda pergunta feita tem uma resposta clara e incontestável, mas irá ao menos estimular a autorreflexão por parte dos profissionais de mídia sobre como eles podem evitar contribuir para a estigmatização e a divisão. Também pode fornecer uma base para a criação e a revisão de códigos de conduta, para garantir que os valores supramencionados sejam consagrados nas operações diárias das organizações de mídia. Este manual também é apenas um passo em uma resposta da UNESCO para a questão de como a mídia cobre o terrorismo e o extremismo violento. Os conselhos e as sugestões contidos neste manual buscam ajudar jornalistas em todo o mundo a se tornarem mais conscientes sobre as várias dimensões dessas questões.

Título originalTerrorism and the media: a handbook for journalists

Autor: Jean-Paul Marthoz

Brasília: UNESCO, 2018. 110 p. ISBN: 978-85-7652-219-5

Download gratuito

Link selecionado:

<sub></sub>




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página