04.06.2018 - UNESCO Office in Brasilia

Pesquisa da UNESCO e PUC-SP sobre tecnologias aplicadas à Educação é apresentada em evento internacional na Bahia

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) participa do XIX Encontro Internacional Virtual Educa (Virtual Educa Bahia 2018) – realizado entre os dias 04 e 08/06/2018, no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado (no antigo ICEIA), em Salvador. Em dois momentos, a UNESCO apresenta estudos e marcos legais internacionais sobre o tema.

No dia 05/06/2018, às 13h30, a diretora do Escritório da UNESCO em Lima (Peru), Magaly Robalino Camposa, fala sobre “A Agenda 2030: Educação e Inovação”. No dia seguinte, (06/06/2018), o coordenador do setor de Comunicação e Informação da UNESCO no Brasil, Adauto Soares, e a pesquisadora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), Leila Rentroia Iannone, apresentam os resultados de uma pesquisa desenvolvida em parceria por suas Organizações sobre a gestão das redes estaduais de Educação de todo o país com o uso de tecnologia digital. 

“O objetivo dessa pesquisa é identificar o nível de atualização tecnológica em termos de uso das novas tecnologias para a gestão das redes. Com os primeiros resultados da pesquisa, nós vamos poder abordar e discutir essa temática com o público do Virtual Educa, pois o tema central é a melhor utilização dos recursos por meio de tecnologia pelas secretarias de Educação”, informa o coordenador.

Segundo ele, o uso das novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes é muito importante, mas existem outros campos no setor da educação pública brasileira que precisam acompanhar as evoluções tecnológicas. “Um deles é a questão da administração do setor da educação e a responsabilidade por esta ação está nas secretarias, nas grandes redes de educação estadual e nas próprias escolas. Então, a gente quer discutir a utilização das tecnologias para dar suporte aos gestores, secretários que estão com esta grande responsabilidade de fazer acontecer a Educação nos Estados”, destaca o palestrante. 

Adauto Soares também esclarece que a pesquisa, que foi desenvolvida no segundo semestre de 2017, busca a qualidade da educação de maneira geral, mas, sobre a ótica da gestão da Educação. “Queremos saber até que ponto os profissionais e servidores da Educação estão inseridos digitalmente no processo de execução das atividades, do relacionamento com a comunidade, com o mercado fornecedor de insumos para a Educação. Fizemos uma amostra que pudesse representar cada região brasileira, nas 27 unidades de federação. Na região Nordeste, por exemplo, a nossa pesquisa está focada no estado da Bahia”, acrescenta.

“Este tema é muito importante para o futuro da qualidade da Educação no Brasil e de como podemos avançar na modernização da gestão dos recursos da Educação, no sentido de fornecer para a escola todos os insumos básicos para que ela possa funcionar, mas, tudo isso, por meio da tecnologia. Para isso, pesquisamos desde os sites das secretarias, até os sistemas que estão implantados, as capacitações que são feitas, um olhar bem amplo com relação ao uso das tecnologias para facilitar a gestão da Educação nos Estados”, destaca. (Com informações da Ascom/ Secretaria da Educação do Estado da Bahia)

 

 




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página