09.12.2009 -

Seminário no Rio discute impacto do Programa Pronasci na prevenção da violência

© Ministério da Justiça - BrasilLogo - Programa Pronasci

Mais de 400 participantes vão debater as perspectivas para a prevenção da violência, orçamento e política de estado para a segurança e experiências exitosas do Pronasci.

Brasília 09/12/2009 – O I Seminário de Prevenção da Violência: Avanços e Desafios do Pronasci – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania será aberto nesta quinta-feira (12/12), às 9h, no Rio Othon Palace, no Rio de Janeiro, com as presenças do ministro da Justiça, Tarso Genro, do Representante da UNESCO no Brasil, Vincent Defourny, do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e do prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes. 

Mais de 400 participantes vão debater as perspectivas para a prevenção da violência, orçamento e política de estado para a segurança e experiências exitosas do Pronasci, como, por exemplo, o policiamento comunitário e pacificador.

Resultado de uma parceria com a UNESCO, o Seminário reunirá governadores, prefeitos, parlamentares, acadêmicos, organizações da sociedade civil e representantes da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O evento também terá depoimentos de jovens, mulheres, policiais, defensores públicos e de membros dos gabinetes de gestão integrada municipais (GGIMs) que participam do Programa.

Ainda está prevista a exibição de um documentário produzido pela UNESCO que conta estórias de lideranças femininas participantes do projeto Mulheres da Paz, do Pronasci. Essa iniciativa capacita lideranças femininas em mediação de conflitos e na identificação de jovens em situação de risco que devem ser encaminhados para ações sociais. Pelo trabalho, elas recebem um auxílio de R$ 190 por mês.

Na sexta-feira (11/12), último dia do seminário, a FGV apresentará uma avaliação do Pronasci e o Ministério da Justiça mostrará a evolução do orçamento federal na área da segurança.

Outro destaque da programação é a apresentação da proposta de criação do Observatório Internacional de Políticas de Segurança pública com Cidadania e Prevenção da Violência pela UNESCO.

Pronasci

O Pronasci articula políticas de segurança com ações sociais, prioriza a prevenção e busca atingir as causas que levam à violência, sem desconsiderar as estratégias de ordenamento social e de segurança pública. São mais de 90 ações integrando a União, estados, municípios e diversos setores da sociedade.
 
O público-alvo são jovens de 15 a 24 anos à beira da criminalidade, presos e os que já cumpriram sua pena. Atualmente, são integrantes do Pronasci 112 municípios, 21 estados e o Distrito Federal.

Principal ação do Pronasci para a juventude, o Protejo leva jovens em situação de risco social para ações de educação, cultura, esporte e lazer. O objetivo é resgatar a auto-estima e oferecer oportunidades. Pela participação no projeto, os jovens ainda recebem uma bolsa mensal de R$ 100 como estímulo.

(Fonte: MJ)

 




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página