15.10.2009 -

Prêmio SESI de Qualidade da Educação abre inscrições

© SESI

SESI premiará escolas com melhores práticas educacionais

Brasília, 15/10/2009 - Escolas de todo o país terão a oportunidade de mostrar práticas pedagógicas e de gestão desenvolvidas no ambiente educativo. As ações criadas dentro e fora das salas de aulas serão reconhecidas pelo Prêmio SESI Qualidade da Educação (PSQE), lançado pelo Serviço Social da Indústria (SESI) na última semana, em Brasília.

Em sua segunda edição, a iniciativa premia escolas que oferecem educação básica de qualidade e investem em gestão, métodos de ensino diferenciado e inclusão da comunidade no processo educacional. Podem concorrer ao prêmio todas as escolas de ensino fundamental e médio das redes públicas, privadas e da Rede SESI de Educação. As inscrições vão até fevereiro de 2010 e podem ser feitas no site do SESI.

De acordo com o diretor superintendente do SESI, Antonio Carlos Brito Maciel, o intuito da premiação é mostrar a crescente importância da educação ao processo de desenvolvimento do Brasil. “A educação é a única forma desse país verdadeiramente conseguir alcançar o lugar que lhe cabe no conceito das grandes nações. Isso será possível se fizer uma grande revolução na educação e o prêmio é um passo para valorizar aqueles que estão fazendo.”

O PSQE é uma iniciativa dos empresários do setor industrial e tem como parceiros a UNESCO no Brasil e o Movimento Todos Pela Educação. “O SESI é uma das instituições líderes desse processo de renovação da educação básica no Brasil. Esse prêmio sinaliza uma necessidade de se ampliar a oferta de educação de qualidade para todas as crianças”, destaca o consultor em Educação da UNESCO, Célio Cunha.

Oitenta escolas serão selecionadas entre as inscritas no prêmio. Dessas, 40 concorrerão na categoria escolas públicas; outras 24, na categoria escolas privadas; e 16 disputarão entre escolas da Rede SESI de Educação. As vencedoras, que serão conhecidas em outubro de 2010, em solenidade de premiação realizada em Brasília, receberão R$ 20 mil cada. (Fonte: Comunicação/Sistema Indústria)




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página