28.01.2014 - UNESCO Office in Brasilia

Cidade das Águas UNESCO-HidroEX será sede do Instituto Nacional de Águas (INA) do Sudeste

Instituição do Estado foi escolhida pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Ela também é um Centro de Cateroria II da UNESCO.

A Cidade das Águas UNESCO- HidroEX, instituição do Governo de Minas Gerais, vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), será sede da região sudeste do Instituto Nacional de Águas (INA), organismo recentemente aprovado pelo Congresso Nacional e que aguarda sanção presidencial.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira (23/01), em Frutal,  na sede da instituição, pelo ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antônio Raupp, juntamente com os secretários de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais, Renata Maria Paes Vilhena, e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues. Na mesma solenidade, foi firmado acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o Governo de Minas (Sectes, Seplag e HidroEX) e o UNESCO-IHE para apresentação da candidatura da HidroEX como Centro de Categoria I da UNESCO. A Fundação já tem o chancela da UNESCO como Centro de Categoria II, conquistada em 2 de dezembro de 2009.
“Minas dá exemplo no estabelecimento de uma política para a gestão de nossos recursos hídricos. Estaremos com o INA somando a este esforço. Se antes éramos apenas apoiadores, agora iremos investir maciçamente neste projeto”, afirmou o ministro Raupp.

A secretaria Renata Vilhena destacou a responsabilidade de Minas Gerais no gerenciamento e gestão dos recursos hídricos. O secretario Narcio Rodrigues falou  da grande contribuição que importantes instituições deram para a implantação da Cidade das Águas, que está se consolidando em um grande centro de pesquisa sobre recursos hídricos com importantes parceiros internacionais. “Este projeto não é local, não é só de Minas. Ele é para o Brasil. Para o mundo. Atualmente com a Cidade das Águas, o Brasil é o único país que integra o grupo dos Brics (grupo de potências emergentes da economia global, formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) que vem tratando do tema água com esta seriedade”, acrescentou.

Ele ressaltou também a contribuição do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e do Governo Federal, lembrando que a introdução do INA junto ao HidroEX, credencia a Fundação a conquistar a chancela  de centro de categoria I da UNESCO.

Participaram da solenidade, além do prefeito em exercício de Frutal, Frontino Esio Santana; o reitor da UNESCO-IHE da Holanda, András Szollosi-Nagy, o presidente da UNESCO-HidroEX, Octávio Elísio Alves de Brito, o consultor internacional do HidroEX, Richard Meganck e o subsecretário da Coordenação das Unidades de Pesquisa do MCTI, Arquimedes Diogenes Ciloni e os deputados estadual de MG, Zé Maia (PSDB) e Adelmo Leão (PT) e de SP, José Zico Prado (PT). (Fonte: Cidade das Águas UNESCO-HidroEX)

Links relacionados:


Contato para a imprensa:

Jornalista Mônica Alves
Coordenadoria de Cultura, Marketing e Comunicação
(34) 3429 9512 ou (34) 3429 9500
comunicacao(at)hidroex.mg.gov.br
www.hidroex.mg.gov.br




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página