07.06.2017 - UNESCO Office in Brasilia

UNESCO no Brasil celebra Semana do Meio Ambiente

Dia Mundial do Meio Ambiente (05/06) e Dia Mundial dos Oceanos (08/06) são celebrados nesta semana.

Tendo como uma de suas áreas de mandato as Ciências Naturais, a UNESCO no Brasil comemora a Semana do Meio Ambiente sediando, nesta terça-feira (06/06/2017), em seu escritório em Brasília, a reunião do Comitê Distrital da Reserva da Biosfera do Cerrado (RBC) e participando, amanhã (08/06/207), do XI Seminário de Manejo Integrado, que integra a iniciativa “Oceanos e Sociedade”.

O Comitê Distrital da RBC está elaborando seu plano de ação até 2020, que inclui várias atividades voltadas para a conservação e a promoção da Reserva da Biosfera. Na reunião de ontem, a primeira sediada no escritório da UNESCO no Brasil, o oficial de Meio Ambiente da Organização, Massimiliano Lombardo, apresentou algumas informações atualizadas e esclarecimentos sobre as Reservas da Biosfera e o Programa MAB. O objetivo foi alinhar os conhecimentos dos membros do Comitê, que é formado por 28 integrantes, sendo 14 representantes do poder público e 14 da sociedade civil. A UNESCO no Brasil participa como observadora convidada, para contribuir aos debates, trocar informações e auxiliar na tomada de decisão. O Comitê foi instituído em 2016 pelo decreto Nº 37.614 do Governo de Brasília.

Celebrando a Semana do Meio Ambiente, a UNESCO também participa, amanhã (08/08/2017), do XI Seminário de Manejo Integrado, realizado pelo Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo -USP (IOUSP) em parceria com o Instituto Costa Brasilis e com diversos apoios governamentais. Na ocasião, Lombardo participa das discussões de reflexão sobre o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14 (ODS14), que trata da “conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável”. A palestra do oficial da UNESCO aborda “A contribuição da ONU para a implementação do ODS14 no Brasil”.

Lombardo alerta que “quando se pensa em conservação ambiental, existe a tendência de esquecer o elemento humano, como se proteger a natureza fosse sinônimo de manter o ser humano longe dela. Na verdade, a UNESCO acredita no contrário, ou seja, é preciso que o ser humano se aproxime mais da natureza, para que possa entendê-la melhor e cuidar bem dela! Para isso, devemos promover a educação, a sensibilização, o conhecimento e o engajamento das comunidades”.  O oficial da UNESCO no Brasil participa dos eventos desta semana com objetivo divulgar o trabalho da Organização em prol da integração do ser humano com o meio ambiente. 

Saiba mais sobre:




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página