01.11.2017 - UNESCO Office in Brasilia

Mensagem da UNESCO para o Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas

Mensagem de Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO, por ocasião do Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas, 2 de novembro de 2017

A justiça é um dos pilares de uma sociedade livre. Ela desestimula aqueles que ameaçam a liberdade de expressão e encoraja aqueles que a defendem. É por isso que a injustiça contra jornalistas é tão onerosa para todas as sociedades.

De 2006 a 2016, nada menos que 930 jornalistas foram mortos. Apenas em 2016, vimos a perda de 102 jornalistas no cumprimento do dever.

O que torna esses números ainda mais intoleráveis é o fato de que, em mais de nove de cada dez casos, os autores desses crimes não são levados à Justiça.

Isso diz respeito principalmente a locais – 93% dos jornalistas mortos nos últimos 11 anos eram jornalistas locais que cobriam histórias locais. Isso também diz respeito às ameaças enfrentadas pelas jornalistas, incluindo o alarmante aumento de casos de assédio online.

Devemos assegurar que a justiça seja feita para cada jornalista assassinado. Isso é fundamental para a memória – é essencial para fortalecer o Estado de direito e a boa governança, assim como para fazer avançar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, especialmente o ODS 16, sobre paz, justiça e instituições fortes.

Os jornalistas desempenham funções únicas para fazer avançar nossas liberdades fundamentais e para fortalecer ainda mais as nossas sociedades – por isso, eles devem ser defendidos por meio de ações conjuntas dos governos, ações apoiadas pelas Nações Unidas em parceria com todos os atores relevantes, entre eles organizações internacionais regionais, instituições judiciárias, meios de comunicação, empresas privadas, universidades e a sociedade civil.

Essa parceria para a ação foi materializada na recente Consulta a Múltiplas Partes Interessadas, que ocorreu em Genebra, para fortalecer a implementação do Plano de Ação da ONU sobre a Segurança dos Jornalistas e a Questão da Impunidade. Devemos nos inspirar nesses ideais para apoiar os Estados-membros quanto ao aumento da segurança de jornalistas e à eliminação da impunidade por meio de mecanismos mais fortes.

Neste dia, a UNESCO pede a união do mundo inteiro, para reforçar a segurança dos jornalistas e para garantir que a justiça seja feita.

 

 




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página