08.02.2017 - UNESCO Office in Brasilia

Mensagem da UNESCO para o Dia Mundial do Rádio 2017

Mensagem de Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO, por ocasião do Dia Mundial do Rádio, 13 de fevereiro de 2017

Estamos vivenciando uma revolução na forma como compartilhamos e acessamos informação – mas, ainda assim, ao mesmo tempo em que ocorrem mudanças tão profundas, o rádio nunca foi tão dinâmico, atraente e importante.

Esta é a mensagem da UNESCO no Dia Mundial do Rádio.

Em uma época turbulenta, o rádio oferece uma plataforma duradoura para unir as comunidades. No caminho do trabalho, em nossas casas, escritórios e espaços abertos, em momentos de paz, de conflitos e emergências, o rádio continua a ser uma fonte essencial de informação e conhecimento, abrangendo diferentes gerações e culturas, inspirando-nos com a riqueza da diversidade humana e conectando-nos com o mundo. O rádio fornece uma voz para mulheres e homens de todas as partes. Ele escuta seus públicos e responde a suas necessidades. Ele é uma força para a dignidade e os direitos humanos, bem como um poderoso catalisador de soluções para os desafios enfrentados pelas sociedades.

É por isso que o rádio é importante para fazer avançar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. O avanço nas liberdades fundamentais e a promoção do acesso público à informação são elementos essenciais para fortalecer a boa governança e o Estado de direito, assim como para aprofundar a inclusão e o diálogo. Ao enfrentar novos desafios, ao responder à mudança climática e ao combater a discriminação, o rádio pode oferecer um meio acessível e em tempo real para superar as divisões e fortalecer o diálogo.

Isso requer um novo compromisso de todos para com o rádio. Difusores, agentes reguladores e públicos em geral devem alimentar e aproveitar ao máximo a sua força. Clubes e fóruns de ouvintes unem as comunidades em torno de assuntos comuns, com o poder de ouvirem a si mesmos e para que outros os escutem nas frequências de rádio. As políticas de participação dos públicos-alvo colocam os ouvintes no centro das transmissões. A alfabetização midiática e informacional nunca foi tão essencial, para construir a confiança na informação e no conhecimento, em uma época em que as noções de “verdade” são desafiadas. Por isso, o rádio pode oferecer um direcionamento para soluções inovadoras para problemas locais, e também continuar avançando nas áreas de direitos humanos, igualdade de gênero, diálogo e paz.

No Dia Mundial do Rádio, a UNESCO chama todos para que alimentem o poder do rádio, com o objetivo de promover as conversas e a escuta de que precisamos para combater, juntos, os desafios enfrentados por toda a humanidade.




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página