20.03.2013 - UNESCO Office in Brasilia

UNESCO apresenta sugestões para viabilizar a educação básica para todos até 2015

É possível tornar universal a educação básica até 2015, apesar de uma lacuna de financiamento global que aumentou de 16 bilhões para 26 bilhões de dólares nos últimos três anos, de acordo com dados divulgados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

“Enquanto 26 bilhões de dólares soa como uma grande lacuna a preencher, a análise mostra que é possível aumentar os recursos”, afirmou a Diretora-Geral da UNESCO, Irina Bokova, em comunicado na sexta-feira (15) ao lançar o documento “Tornando a Educação para Todos Acessível até e pós-2015″.

“Em 2000, os governos doadores prometeram que nenhum país ficaria impedido de alcançar a Educação para Todos por falta de recursos. Juntamente com os governos nacionais, os doadores devem agora intensificar os seus esforços para garantir que os recursos não sejam o obstáculo no caminho de ajudar todas as crianças a irem para a escola “, ressaltou Bokova.

De acordo com o documento, se os governos e doadores direcionarem 20% dos seus orçamentos para a educação, a medida levantaria 12 bilhões de dólares. Além disso, os autores sugerem que, em vez de enviar estudantes de países em desenvolvimento para estudar em países doadores, alguns dos fundos poderiam ser gastos no desenvolvimento de sistemas educacionais nesses países.

“Combinadas, essas mudanças poderiam reduzir a lacuna anual para educação básica de 26 bilhões para apenas 3,4 bilhões de dólares. Se  organizações filantrópicas derem para a educação básica a mesma quantia que dão atualmente para a saúde, a lacuna pode ser preenchida”, observa a UNESCO. (Fonte: ONUBr)




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página