15.05.2013 - UNESCO Office in Brasilia

Publicações da UNESCO serão disponibilizadas gratuitamente como parte da nova política de acesso aberto

A UNESCO vai tornar suas publicações digitais disponíveis para milhões de pessoas ao redor do mundo, sem encargos e com uma licença aberta. Após a decisão do Conselho Executivo da Organização, em abril, a UNESCO tornou-se o primeiro membro da Organização das Nações Unidas a adotar a política de Acesso Aberto para suas publicações. A nova política significa que qualquer pessoa será capaz de baixar, traduzir, adaptar, distribuir e compartilhar publicações e dados da UNESCO, sem pagar.

Janis Karklins, diretor-geral adjunto de Comunicação e Informação da UNESCO, anunciou a nova política durante a cerimônia de abertura do Fórum da Cúpula Mundial sobre a Sociedade da Informação (World Summit on the Information Society Forum) realizada em Genebra, em 13 de maio.
“Pesquisadores de todos os países, mas especialmente de países menos desenvolvidos e em desenvolvimento, serão beneficiados e obterão vantagens com o conhecimento em Acesso Aberto”, disse Janis Karklins. “Nossa nova política possibilitará o aumento da visibilidade e da acessibilidade, bem como a rápida distribuição de nossas publicações”.

Ao adotar essa nova política editorial, a UNESCO se alinha à prática de sua defesa em favor do Acesso Aberto e fortalece seu compromisso com o acesso universal à informação e ao conhecimento.

O movimento de Acesso Aberto (Open Access movement – OA) foi criado na comunidade científica para tratar da redução de custos para se desenvolver a literatura científica, que é essencial para os pesquisadores. Um grande número de universidades, instituições e governos apoiam esse movimento como uma alternativa ao modelo tradicional de disseminação do conhecimento, que envolve periódicos acadêmicos caros.

Iniciando em julho de 2013, centenas de publicações digitais da UNESCO poderão ser acessadas livremente e baixadas por usuários, por meio do novo Repositório de Acesso Aberto (Open Access Repository) com uma interface multilíngue. Todas as novas publicações serão lançadas com licença aberta. A UNESCO também buscará formas de aplicar essa política retroativamente, ou seja, para trabalhos já publicados. Se a UNESCO firmar acordos especiais com parceiros editoriais, não será necessária a aplicação da política de Acesso Aberto. Coeditores serão fortemente encorajados a aderir às exigências dessa nova política.

Ao proporcionar o Acesso Aberto a suas publicações, a UNESCO reforça um dos objetivos fundamentais de uma organização intergovernamental: garantir que todo o conhecimento criado pela Organização seja disponibilizado para o maior público possível.

O texto na íntegra dessa política está disponível no site da UNESCO (em inglês).

A nova política editorial está de acordo com a Estratégia de Acesso Aberto à Informação Científica da UNESCO (Open Access to Scientific Information Strategy) e com seus principais componentes, bem como com seu trabalho em Recursos Educacionais Abertos (Open Educational Resources) e em Software Livre e de Fonte Aberta (Free and Open Source Software).




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página