03.07.2013 - UNESCO Office in Brasilia

UnB discute O Futuro do Passado

© SBEC

Eles vêm de áreas tão diferentes quanto as ciências políticas e as artes cênicas, mas todos têm em comum o interesse pela cultura clássica, aquela que vem dos antigos gregos e romanos. De 8 a 12 de julho, Brasília vai reunir 500 pesquisadores do Brasil e de Portugal, além de convidados de mais de 10 países diferentes, para discutir O Futuro do Passado, tema do XIX Congresso da Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos (SBEC).

A programação do evento reúne desde um festival de teatro antigo até palestras de Luis Fernando Verissimo, escritor contemporâneo, e de Celso Lafer, ex-ministro das Relações Exteriores. “O nosso objetivo é mostrar que a cultura clássica envolve várias áreas e atinge um público muito amplo de interessados nas origens da nossa cultura”, explica Gabriele Cornelli, professor do Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília (UnB) e presidente da SBEC.

Durante uma semana, o campus da UnB na Asa Norte e o Museu Nacional da República vão dar uma amostra de como a cultura clássica influencia até hoje o teatro, a dança, a literatura, a música, a filosofia, a história, o direito e as ciências políticas, entre outras áreas.

O evento visa a consolidar a tradição dos estudos em língua portuguesa das origens da cultura clássica, e realizar uma exposição de 20 peças originais, advindas do acervo arqueológico do Museu Nacional do Rio de Janeiro. A exibição das peças será acompanhada por um amplo trabalho educativo, de aproximação e contextualização da proposta da exposição aos anseios e projetos contemporâneos, que envolverá a publicação de um livreto para crianças e adolescentes, a definição de um percurso educativos para a exposição e a realização de cinco conferências sobre o tema para o público adulto. A exposição articulará, de maneira inédita, o trabalho dos dois Museus Nacionais, o do Rio de Janeiro e o de Brasília, e terá a Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos e a Cátedra UNESCO Archai da Universidade de Brasília como promotores, fomentando assim o intercâmbio, na capital, das melhores agências de produção cultural e científica sobre o tema.

O Congresso inclui ainda um minicurso sobre como edições digitais podem ter impacto nas pesquisas realizadas com textos de línguas históricas, no ensino e na atuação profissional, dentro das diversas disciplinas associadas aos estudos clássicos, além do lançamento de dois volumes, em português, da “Coleção filosofia e tradição”. Também haverá minicursos e palestras de professores das Universidades de Madri, Coimbra, Los Angeles e Chicago. (Fonte: Coordenação do Congresso).


Mais informações:

www.sbec2013.org
http://twitter.com/SBEC2013
https://www.facebook.com/SBEC2013?ref=hl




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página