10.05.2017 - UNESCO Office in Brasilia

Jovens do Brasil e de outros países da América Latina se reúnem para discutir desenvolvimento social

O Secretário de Juventude do Brasil, Assis Filho, participa do Seminário "Juventude e Inovação Social", no México.

A versão em espanhol da publicação “Desenvolvimento social de base em favelas do Rio de Janeiro: um guia prático” também será apresentada no evento Juventude e Inovação Social: um diálogo sobre desenvolvimento social de base.

Cerca de 150 representantes da sociedade civil, da academia, de organismos internacionais e de governos de países da América Latina participam do seminário Juventude e Inovação Social: um diálogo sobre desenvolvimento social de base, que será realizado nesta quinta-feira (11/05/2017), na Cidade do México. 

O evento -  fruto de uma parceria entre os Escritórios da UNESCO no Brasil e no México - busca trazer as múltiplas vozes dos participantes, principalmente dos jovens, para discutir lições aprendidas, dilemas e desafios de experiências de desenvolvimento e inovação social, engajamento cívico e ações comunitárias de base. A ideia é mostrar como elas interagem e influenciam a sociedade civil e as políticas públicas, por meio de um diálogo entre os formuladores das políticas e líderes de ONGs e movimentos sociais.

Durante a programação do seminário também será apresentada a versão em espanhol da publicação “Desenvolvimento social de base em favelas do Rio de Janeiro: um guia prático” (Desarrollo social de base em favelas de Río de Janeiro: un manual práctico), um manual que contém ferramentas, informações e conceitos fundamentados em evidências sobre o modelo de desenvolvimento social encontrado em organizações de base. 

A publicação é voltada para os interessados em elaboração de políticas públicas e estratégias bem-sucedidas e abordagens inovadoras de trabalho com organizações de base desenvolvidas no Brasil. O conteúdo também contribui para um modelo global de desenvolvimento social de base, demonstrando como experiências inovadoras de organizações nas favelas, com subsídios e conhecimento das próprias pessoas da comunidade, podem ajudar na promoção de mudanças sociais.

A elaboração do manual se iniciou no âmbito do projeto de pesquisa "Sociabilidades Subterrâneas", que teve como objetivo explorar meios alternativos de integração e socialização desenvolvidos por comunidades em condições de extrema exclusão social, além de estudar e disseminar a metodologia de trabalho desenvolvida pelos grupos AfroReggae e Central Única das Favelas (CUFA), do Rio de Janeiro. O projeto Sociabilidades Subterrâneas é fruto de uma parceria entre a UNESCO no Brasil, a London School of Economics (LSE), organizações sociais de base e o setor privado.

Participam do evento os secretários de Juventude do Brasil e do México, Assis Filho e Jose Manuel Romero, respectivamente, Raphael Vandysdadt, Gerente de Projetos Sociais da TV Globo, Luana Cabral, do AfroReeggae, e René Silva, da Voz da Comunidade.

Saiba mais sobre o guia:

http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/un_habitat_iii_participants_will_learn_about_innovative_expe-1/

http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/fight_against_urban_poverty_in_brazil_is_theme_of_un_seminar/

http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/seminar_at_un_presents_the_brazilian_example_on_the_struggle/

 

Informações à imprensa:

Ana Lúcia Guimarães – a.guimaraes(at)unesco.org, (61)2106-3536, (61)99966-3287

Fabiana Pullen – f.sousa(at)unesco.org, (61)2106-3596




<- Back to: Visão Exclusiva do Conteúdo Dinâmico
Voltar ao topo da página
t3test.com