Cooperação técnica

Desde 1992, as autoridades brasileiras tem sido determinantes em apoiar o desenvolvimento de seu país por meio de um modelo de cooperação primária em parceria com o Sistema das Nações Unidas.

Nos anos oitenta e noventa, o Brasil divulgou o modelo de Execução Nacional (NEX). Este modelo levou as Nações Unidas a receber um volume considerável de fundos governamentais para garantir a implementação de programas de cooperação. As implementações dos programas foram concretizadas com estreita colaboração dos Ministérios e Secretarias envolvidas em suas respectivas ações.

O atual modelo de cooperação internacional defendido pelo Brasil direciona-se, em boa medida, a projetos capazes de fornecer assistência de qualidade aos parceiros governamentais nas áreas de especialização e no desenvolvimento de capacidades, agregando valor aos programas nacionais em conformidade com o mandato específico de cada agência do Sistema das Nações Unidas.

A UNESCO compromete-se a apoiar os esforços das autoridades brasileiras (federais, estaduais e municipais) e, nesse contexto, a Organização opta por instituir uma cooperação que seja simultaneamente mais estratégica e mais direcionada aos temas de seu mandato e aos desafios atualmente enfrentados pelo Brasil.

Saiba mais sobre as Redes UNESCO no Brasil.

Voltar ao topo da página