Educação em jornalismo

© UNESCO

O apoio da UNESCO à educação em jornalismo é fundamentado pela forte convicção de que os padrões professionais jornalísticos são essenciais para realçar o potencial dos sistemas de mídia e promover a democracia, o diálogo e o desenvolvimento.

A mídia profissional atua como guardiã do interesse público. É um componente importante para as verificações e equilíbrios que fazem parte da democracia. Ao disseminar informações confiáveis aos cidadãos, a mídia de notícias possibilita a participação cidadã no desenvolvimento e fortalece os mecanismos dos feedbacks de responsabilização. Os cidadãos não podem exercer e usufruir de sua cidadania na ausência de informações e conhecimentos essenciais, que jornalistas bem qualificados são os mais adequados para fornecer.

Contudo, as tendências recentes dos últimos anos têm colocado o jornalismo em risco. Uma gama de fatores está transformando o cenário das comunicações, levantando questões sobre a qualidade, o impacto e a credibilidade do jornalismo, tornando a série da UNESCO Excellence in Journalism um repositório essencial para a educação e a capacitação em jornalismo no mundo todo.

Educadores de jornalismo podem explorar a oferta da UNESCO, que inclui programas de jornalismo, fake news e desinformação, manuais para auxiliar jornalistas a relatar as mudanças climáticas, ensino de jornalismo para o desenvolvimento sustentável, modelo de currículo para o ensino de jornalismo e compêndio de novos programas e, nos próximos meses, um modelo de currículo para gênero, mídia e TICs.

Os modelos de currículo e manuais são estruturados para serem utilizados como um curso completo, ou podem ser usados de formas adaptadas para o cenário de mídia e as necessidades dos estudantes de jornalismo no âmbito local. Eles foram desenvolvidos por especialistas que estão na vanguarda do ensino de jornalismo e são apresentados em uma variedade de formatos e línguas.

Saiba mais:

Voltar ao topo da página