Mensagem do Instituto Europeu pela Igualdade de Gênero

Virginija Langbakk, diretora do Instituto  Europeu pela Igualdade de Gênero, tem a seguinte mensagem para o Fórum Global em Gênero e Mídia:

“Até 2012, na União Europeia, as mulheres excederam o número de homens em relação à escolaridade de nível superior e a programas de prática de jornalismo; a porcentagem de mulheres empregadas em organizações de mídia se aproximou à dos homens, mas ainda precisa cobrir uma lacuna de 20% dessa diferença.

Apesar dessas conquistas, as mulheres são significativamente sub-representadas no nível de tomada de decisão em organizações de mídia e sujeitas a continuar sub-representadas no futuro, já que a maioria dessas organizações possui cultura masculina dominante.

O Instituto Europeu pela Igualdade de Gênero defende a ideia de que uma presença maior de mulheres em cargos de tomada de decisão em organizações de mídia significa melhor uso de talentos, mais decisões inovadores e equipes diversas, e finalmente, mas não menos importante, poderá levar a mais conteúdos de mídia sensíveis à igualdade de gênero.
O Instituto Europeu pela Igualdade de Gênero recomenda uma abordagem mais proativa e sugere a introdução de aspectos sobre a igualdade de gênero nas regulações de mídia, bem como fazer parte dos Planos de Ação Nacionais pela igualdade de gênero. O Instituto acredita que os órgãos reguladores de mídia nacionais seriam beneficiados com o desenvolvimento e implementação de políticas específicas para igualdade de gênero, que, por sua vez, aumentariam o número de mulheres em posições de tomada de decisão em organizações de mídia”.

Vilnius, Lituania
20 de agosto de 2013

Voltar ao topo da página