Promoção de Sítios de Valor Excepcional no Brasil

Floresta tropical no Brasil

Os Sítios do Patrimônio Mundial Natural protegem áreas consideradas excepcionais do ponto de vista da diversidade biológica e da paisagem. Neles, a proteção ao ambiente, o respeito à diversidade cultural e às populações tradicionais são objeto de atenção especial. Os Sítios geram, além de benefícios à natureza, uma importante fonte de renda oriunda do desenvolvimento do ecoturismo.

A UNESCO no Brasil desenvolve ações junto a diversos parceiros, tanto da esfera governamental quanto não governamental com o objetivo de implementar uma gestão coordenada dos diversos Sítios brasileiros. Desta forma, integra responsabilidades e ações nos níveis nacional, estadual e municipal, o que contribui para a conservação da biodiversidade nos Sítios do Patrimônio Mundial Natural do Brasil.

No Brasil, existem vários Sítios do Patrimônio Mundial Natural. O País é signatário da Convenção dos Sítios do Patrimônio da Humanidade desde 1977:

  • Parque Nacional do Iguaçu
  • Mata Atlântica: Reservas do Sudeste
  • Parque Nacional Serra da Capivara
  • Costa do Descobrimento: Reservas da Mata Atlântica
  • Área de Conservação do Cerrado
  • Área de Conservação do Pantanal
  • Parque Nacional do Jaú
  • Ilhas Atlânticas Brasileiras: Fernando de Noronha e Atol das Rocas

A longa história que vincula o Brasil à UNESCO permitiu a criação de espaços privilegiados colocados a serviço dos valores e das missões da Organização. Esses espaços tanto podem ser os sítios considerados como patrimônio mundial, como as reservas naturais do Programa MaB ou as universidades que abrigam cátedras UNESCO. Em cada um deles, a UNESCO conseguiu deixar sua marca, transformando-os em espaços destinados à excelência, à preservação ou ao conhecimento, contribuindo assim para a difusão dos ideais da Organização.

Atualmente, o Escritório no Brasil pretende continuar dando especial atenção a esses espaços. Com contínuo respeito por sua vocação inicial e por sua missão específica, as diferentes equipes de cada área programática dedicam-se a um ativo trabalho conjunto visando aumentar o valor de seus recursos potenciais em termos de desenvolvimento. Essa colaboração direciona-se,  particularmente, a conferir papel primordial à diversidade natural e cultural brasileira, respondendo às prioridades e aos desafios do país.

As reservas de biosfera, por exemplo, poderiam oferecer uma matriz para a cooperação entre os vários setores da UNESCO. A preservação do meio ambiente (ciências naturais) poderia encontrar uma extensão na valorização do conhecimento indígena (cultura), culminando na criação de empregos e atividades na área do "turismo responsável".

Da mesma forma, esses procedimentos integrados podem produzir material para conteúdos educacionais (educação) e para a divulgação desse conhecimento na internet utilizando tecnologias de comunicação e informação (TICs).

Informações Adicionais

Para mais informações a respeito da promoção de sítios de valor excepcional, por favor, consulte:

Páginas sobre o Brasil:

Voltar ao topo da página