Gestão sustentável da água doce

© UNESCO/James Watt - Seapics

Assegurar o acesso à água potável de qualidade para todos (ODM 7) e gerenciar esses recursos de maneira inteligente são uma prioridade na agenda do desenvolvimento sustentável, e têm um efeito multiplicador no alcance de todos os outros objetivos da Educação para Todos (EPT) e dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Expandir os serviços de água potável de qualidade e de saneamento diminuiria drasticamente a perda de vidas por doenças relacionadas com a água e aliviaria a escassez de recursos nos países em desenvolvimento. Elevar o suprimento de água e de saneamento também pode aumentar o nível da educação, permitindo que mais meninas compareçam à escola ao invés de passarem horas a cada dia coletando água, o que enfatiza a forte ligação entre educação e saúde relacionadas aos ODM. Isso também economizaria milhões de dias de trabalho, pois a perda econômica geral devida à falta de acesso à água potável de qualidade e ao saneamento básico, somente na África, é estimada em US$ 28,4 bilhões por ano, ou cerca de 5% do PIB. Para tratar essa questão, será necessário fortalecer a educação, o treinamento, a capacitação e os esforços de conscientização a respeito da gestão sustentável de recursos de água doce. Exigirá também a ampliação da base de conhecimentos necessários para processos bem-informados de tomada de decisões quanto ao gerenciamento e ao consumo de recursos hídricos, bem como o desenvolvimento de políticas de sustentabilidade, que tratam dos riscos globais de maneira integrada e coordenada, incluindo aqueles relacionados à água.

Saiba mais:

 

 

 

 

Voltar ao topo da página