Ciência para o desenvolvimento sustentável

Para desenvolver soluções inovadoras e sustentáveis em resposta a crises climáticas, alimentares e energéticas enfrentadas pelo mundo atual, a ciência, a tecnologia, a pesquisa e o desenvolvimento de capacidades para o desenvolvimento sustentável devem ser fortalecidos. Somente na África Subsaariana, aproximadamente 2,5 milhões de engenheiros e técnicos serão necessários para obter melhor acesso à água limpa e ao saneamento. Isso demonstra a necessidade de fortalecer a educação científica, estancar a fuga de cérebros e encorajar mais homens e mulheres a se dedicarem a disciplinas e cursos científicos. O acesso aberto à informação científica é um pré-requisito para produzir conhecimento para o desenvolvimento científico. A evidência científica e os princípios éticos devem guiar comportamentos, políticas de ação e decisões governamentais para fortalecer as agendas do desenvolvimento sustentável. A ciência do clima deve ser um fator fundamental na estruturação de políticas bem informadas em resposta à mitigação e à adaptação de mudanças climáticas, de preparação para o enfrentamento de desastres e de resiliência (capacidade de superar e de se recuperar de adversidades).

 

Saiba mais:     

Voltar ao topo da página