Desinformação

A desorganização atual das informações tem colocado o jornalismo em risco. Uma gama de fatores está transformando o cenário das comunicações, levantando questões sobre a qualidade, o impacto e a credibilidade do jornalismo, e ao mesmo tempo, orquestram campanhas que espalham falsidades – desinformação, informação maldosa ou informação equivocada – que são, com frequência, compartilhadas involuntariamente nas redes sociais.

A UNESCO prefere chamá-las de campanhas de desinformação. As notícias do jornalismo livre, independente e plural são centrais para a democracia. Então, é uma contradição falar em “notícias falsas”. Se são notícias, não são falsas. Se elas são falsas, são desinformação.

As definições são:

  • Desinformação: informação que é falsa e deliberadamente criada para prejudicar uma pessoa, um grupo social, uma organização ou um país.
  • Informação equivocada: informação que é falsa, mas não foi criada com a intenção de causar algum dano.
  • Informação maldosa: informação baseada na realidade, usada para causar danos a uma pessoa, grupo social, organização ou país.

Como as informações falsas nos afetam

As campanhas de desinformação podem ter efeitos prejudiciais em nossas vidas, por exemplo, elas já afetaram processos eleitorais, levaram as pessoas a pararem de vacinar seus filhos e geraram atos de violência. As informações falsas podem fortalecer preconceitos e estereótipos, limitar a capacidade de decisão, manipular processos e a participação cidadã, além de elevar os níveis de polarização de uma sociedade. Elas danificam os princípios democráticos, o respeito pelos outros, a inclusão, os direitos das minorias e o pluralismo.

Combate à desinformação

Compartilhe informações nas mídias sociais apenas de conteúdos que se sabe que é certo. Precisamos ter senso crítico antes de mais nada, então responda as seguintes perguntas antes de compartilhar:
O que se sabe sobre o site? Quem são os responsáveis pelo site? É possível entrar em contato? Quem é o autor? O que o título procura? Impactar? Relaciona-se a outro texto?
Qual é tipo da informação? Uma sátira? Uma notícia? Qual é sua intenção? O que outras fontes dizem sobre o mesmo tópico? Apresenta outras fontes? Qual é sua data? Inclui imagens? São reais?

Saiba mais:

Voltar ao topo da página